• Tajá

Editorial

Atualizado: 8 de Abr de 2019

Máquina de escrever e antigos padrões de jornalismo há muito tempo já não fazem mais parte da comunicação atual. O jornalismo digital é realidade e ganha forças quando o assunto é praticidade e interatividade.

Por muito tempo, o jornal impresso foi o maior meio de informação jornalística. Com grandes reportagens, crônicas e colunas de personagens esse meio conquistou um grande público, e mesmo com a convergência digital não perdeu leitores. No entanto, com o novo modelo de jornalismo, o digital vem chamando a atenção de um grande público, interagindo meios textuais e audiovisuais. A produção de conteúdo digital oferece aprofundada apuração jornalística e organização textual; contém leituras dinâmicas e hibridismos com outras plataformas e formatos.

Para a atração do leitor no impresso, era preciso utilizar cadernos especiais, com ilustrações mais caprichadas, para que os leitores fossem atraídos visualmente. Já no jornalismo digital, os leitores são atraídos por textos complementados por fotos, vídeos, hiperlinks e outros recursos que tornem a leitura mais atraente e interativa.

Para contribuir com essa nova era do jornalismo, nós do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Amapá, inseridos nessas novas práticas de fazer jornalismo, ao criar essa revista digital trazemos um jornalismo mais dinâmico e interativo. A Revista Digital Tajá busca envolver os leitores com informações locais e nacionais, evidenciando narrativas do jeito tucuju de vivenciar o cotidiano e de contar histórias. Para tal feito, serão utilizados todos os recursos midiáticos: fotos, vídeos, áudios, e claro, a interação com o público através do site e das redes sociais.

Algo a ser ressaltado é que somos jornalistas nutridos pela Amazônia, na região que sempre teve os olhos do mundo voltados para si. Hoje nossos olhos é que se voltam para o mundo com toda a bagagem cultural que nos singulariza. Na editoria de política e economia trazemos, por exemplo, um olhar mais cuidadoso sobre os impactos do maior ajuste fiscal da história do país, encarnado na reforma da previdência.

As matérias de cultura, educação, ciência e tecnologia, meio ambiente e variedades ajudam a compor um panorama mais completo do que ocorre no Amapá, o que produzimos, vivemos e pensamos.

Para além disso, apresentamos matérias sobre esporte, contando a realidade e a prática esportiva no estado. E artigos de opinião dos editores, que roteirizam as editorias, demonstrando a linha de pesquisa dos repórteres.

Esperamos que todos façam uma ótima leitura e apreciem a nova revista desenvolvida pela turma 2017 de Jornalismo da Unifap. Até a próxima edição!

Equipe Tajá.



0 visualização